Como acontece com diversas diferenças, as pessoas com autismo ainda enfrentam grande dificuldade de acesso e inclusão. E uma coisa é certa: grande parte dessa dificuldade vem da falta de informação das pessoas sobre o que é o transtorno.

Amanhã, dia 02 de Abril, é o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Data para tentarmos levar mais informação às pessoas e tentar, assim, reduzir e, quem sabe, eliminar as barreiras às pessoas no espectro do autismo para que possam participar em igualdade na sociedade.

Estima-se que 70 milhões de pessoas no mundo tenham autismo, sendo 2 milhões deles somente no Brasil. Mas e você? Você sabe o que é autismo e como lidar com a doença?

Transtorno do Espectro Autista (TEA) ou Autismo

Prof. Dr. Mario Louzã, médico psiquiatra, doutor em Medicina pela Universidade de Würzburg, Alemanha, e Membro Filiado do Instituto de Psicanálise da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo explica que o TEA envolve um grupo de doenças do neurodesenvolvimento com início precoce, antes dos 2 ou 3 anos de idade. O transtorno se caracteriza por dois aspectos principais: a dificuldade de interação social e de comunicação.

O esperado é que uma criança de desenvolvimento típico (dito sadio), comece a interagir com outras pessoas na faixa dos 4 a 6 meses de idade. Essa interação é caracterizada pela capacidade de sorrir para rostos conhecidos e reagir com medo quando um estranho tenta pegá-la no colo, por exemplo. Com o desenvolvimento típico a interação com outras pessoas acontece antes mesmo da aquisição da linguagem e da fala.

No caso de crianças autistas, essa evolução da capacidade de interação social não acontece. A tendência é que ele não demonstre reciprocidade no contato com outras pessoas e tenha muita dificuldade na comunicação verbal e não-verbal. 

É comum que a criança autista se isole e se fixe numa única atividade. Também é frequente apresentar hipo ou hiperatividade aos estímulos sensoriais.

Diagnóstico precoce e tratamento multidisciplinar

Dr. Caio Abujadi, psiquiatra especializado em Infância e Adolescência e fundador da Associação Caminho Azul, diz que para o diagnóstico e assessoria precoce é fundamental uma avaliação inicial por equipe multidisciplinar composta por médicos de diferentes especialidades além de psicólogo, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional e terapeuta familiar.

Esse tipo de equipe permitirá uma análise dos pilares do desenvolvimento infantil e estimulação de aspectos como comportamento, socialização, atividades de independência, desenvolvimento motor, linguagem e comunicação. 

O psiquiatra alerta para que os pais estejam sempre atentos ao desenvolvimento dos seus filhos e lembra que os principais sintomas do TEA são o atraso na linguagem, comunicação e interação social, interesses restritos e repetitivos além da dificuldade na integração da sensopercepção. E como o diagnóstico precoce ajuda na intervenção também precoce, sempre que os pais notarem algum desses sinais, é importante consultar o pediatra ou especialista para que a criança seja encaminhada para uma avaliação adequada.

Tratamento e Integração da criança autista

Segundo Mauro Louzã, o que é tratado  com medicamentos não é exatamente o autismo, mas alguns dos seus sintomas associados como ansiedade, TDAH, agitação, distúrbios do sono, entre outros. Mas é muito importante estimular a criança com atividades, tarefas domésticas e terapias multidisciplinares. É muito importante mostrar à criança autista e a todas as outras que todas as pessoas tem limitações e habilidades específicas e é preciso respeitar as dificuldades, reconhecer as habilidades e que algumas coisas podem ser adquiridas através de treino e persistência.

Conhecimento e respeito ainda são os melhores tratamentos para qualquer transtorno, deficiência ou dificuldade!

_Caminhada do dia mundial de conscientização do autismo-(2)Caminhadas pelo Dia Mundial de Conscientização do Autismo

No Rio de Janeiro tem caminhada pela data no dia 07 de Abril, domingo. Essa é a 9ª edição com concentração a partir das 9h no posto 12, Praia do Leblon e saída às 10h. Veja o evento AQUI.

Já em São Paulo, a caminhada está em sua 3ª edição e acontece na Av. Paulista, também no domingo dia 07. A concentração é a partir das 14h na Rua 13 de Maio nº 1694, perto do Shopping Paulista com saída às 16h pela Avenida Paulista. Veja o evento AQUI.

Crédito fotos: Associação Caminho Azul

Responder